Tríplice Viral

AS DOENÇAS:
  • Sarampo: Doença viral extremamente contagiosa, mais frequente no inverno e primavera, podendo acometer desde crianças pequenas até adultos. A doença começa com febre às vezes alta, coriza, tosse e irritação nos olhos. Aos poucos aumenta o mal-estar e a febre, aparece exantema (manchas vermelhas) por todo o corpo e após alguns dias ocorre descamação da pele.
    A transmissão se dá por via respiratória e a doença evolui geralmente em 10 dias para a cura, podendo ocorrer complicações como pneumonia, encefalite, etc.
  • Caxumba:Doença viral que afeta as glândulas salivares, mais frequentemente as glândulas parótidas localizadas perto do ouvido. Sua frequência é maior no inverno e seus sintomas começam com febre, mal estar, depois dor no ouvido e gradualmente as glândulas salivares vão inchando e ficando sensíveis.
    Após 3 a 7 dias o inchaço diminui, regredindo com a doença. Alguns casos podem evoluir com inflamação dos testículos nos meninos ou dos ovários nas meninas. A transmissão se dá pelo contato direto com o doente ou por objetos recentemente contaminados por sua saliva.
  • Rubéola:Doença viral relativamente benigna que se inicia com febre, depois aparece o exantema pelo corpo e gânglios na região do pescoço e ouvido. A gravidade da doença está na possibilidade da mulher adquirir a enfermidade na gravidez, principalmente no 1° trimestre, porque pode levar a sérios problemas no feto.
A VACINA e INDICAÇÃO:

A vacina Tríplice Viral deve ser aplicada a partir de 12 meses de idade.
Sendo recomendada uma dose aos 12 meses e um e reforço aos 15 meses.

*Até 12 anos de idade considerar a possibilidade da vacinação com a Tetraviral (Sarampo, Caxumba, Rubéola e Varicela).

EFICÁCIA:

Após o esquema básico, a eficácia é de 90% a 100%.

REAÇÕES ADVERSAS:

É uma vacina bem tolerada e pouco reatogênica, pode causar dor, vermelhidão no local e febre.

CONTRAINDICAÇÕES:

Alergia de reação anafilática após ingestão de ovo de galinha; mulheres grávidas.