HPV

A DOENÇA:

O papilomavírus humano (HPV) é um vírus comum que afeta tanto homens quanto mulheres. Qualquer pessoa que tenha qualquer tipo de atividade sexual envolvendo contato genital está sujeito a adquirir o HPV genital. É possível adquirir o vírus sem a ocorrência de intercurso sexual. Como muitas pessoas portadoras do HPV não apresentam nenhum sinal ou sintoma, elas podem transmitir o vírus mesmo sem saber.

O HPV é altamente contagioso; assim, é possível adquiri-lo com uma única exposição. Estima-se que muitas pessoas adquirem o HPV nos primeiros 2-3 anos de vida sexual ativa. Dois terços das pessoas que tiveram contato sexual com um parceiro infectado vão desenvolver uma infecção pelo HPV no período de 3 meses, de acordo com a OMS.

A maioria das mulheres fica sabendo que tem o HPV por intermédio de um resultado anormal do exame de Papanicolau.

AS VACINAS:
  • A Vacina quadrivalente recombinante contra papilomavirus humano (tipos 6, 11, 16 e 18) previne contra o câncer de colo de útero, lesões pré-cancerosas ou displásicas, verrugas genitais e infecção causada pelos tipos de HPV presentes na vacina, que juntos provocam 90% das verrugas genitais e 70% dos casos de câncer de colo do útero. É indicada para mulheres de 9 a 26 anos.
  • A vacina contra HPV Oncogênica previne contra os sorotipos 16 e 18 do Papilomavírus Humano, indicada para mulheres a partir de 9 anos de idade, para prevenir eventos que podem evoluir para câncer de colo de útero.
    Eficácia de 100 % contra lesões NIC1+ e NIC2+ associadas aos HPVs 16 e 18.
    Previne infecções incidentes e persistentes causadas pelos HPVs 31 e 45.
INDICAÇÃO:

Primeira dose no dia de escolha; segunda dose, 2 meses após a primeira; Terceira dose, 6 meses após a primeira. Quanto mais precoce a aplicação da vacina maior será a eficácia, pois a instalação do vírus no colo uterino diminui a resposta vacinal.

EFICÁCIA:

Confere proteção duradoura em aproximadamente 97% dos vacinados.

REAÇÕES ADVERSAS:

Dor no local.

CONTRAINDICAÇÃO:

Não há contra indicação.