Gripe

GRIPE SAZONAL

A DOENÇA:

Uma infecção respiratória causada pelo vírus Influenza. Ela pode afetar milhões de pessoas a cada ano. É altamente contagiosa e ocorre mais no final do outono, inverno e início da primavera. Apresenta os sintomas de febre, calafrios, suor excessivo, tosse seca, dores musculares e articulares, fadiga, mal-estar, dor de cabeça, nariz obstruído, irritação na garganta.

GRIPE H1N1

A DOENÇA:

É uma doença respiratória aguda, causada pelo vírus pandêmico (H1N1) 2009. Este novo subtipo do vírus da influenza, do mesmo modo que os demais, é transmitido de pessoa a pessoa, principalmente por meio da tosse ou espirro e do contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. Os sintomas da gripe H1N1 são muito parecidos com os da Gripe Sazonal e se confundem: febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza.

DIFERENÇA ENTRE GRIPE SAZONAL E H1N1:

O vírus sazonal acomete principalmente as vias aéreas superiores, enquanto o vírus pandêmico (H1N1) predomina nas vias aéreas inferiores o que pode levar a uma maior incidência de Pneumonias podendo agravar-se desenvolvendo a síndrome respiratória aguda grave (SRAG).

A VACINA:

A vacinação é o principal recurso para a prevenção da gripe e suas graves complicações. Uma única vacina confere proteção contra dois sorotipos de gripe sazonal e H1N1.

INDICAÇÃO:

As recomendações de dosagem variam de acordo com a idade. Pode ser administrada a crianças maiores de 6 meses; aquelas menores de 9 anos que estejam recebendo a vacina de influenza pela primeira vez devem receber duas doses da vacina, com intervalo de pelo menos quatro semanas e um reforço anual, adolescentes e adultos recebem uma dose anual.

CONTRA INDICAÇÃO:

Pessoas com alergia ao ovo e lactentes menores que 6 meses. Se houver doença febril a vacinação deve ser postergada.

EFICÁCIA:

É eficaz em cerca de 89% dos casos, desde que tomada na época adequada.

REAÇÕES ADVERSAS:

Febre e dor no local. É importante ressaltar que a vacina não causa a gripe, pois utiliza vírus inativados, porém pode acorrer uma a doença respiratória coincidente não relacionada à vacinação.